Cidadão Consumidor

www.cidadaoconsumidor.com.br
o site da cidadania
Construção 2 Viadutos

Vereadores autorizam que Prefeitura de Cuiabá empreste R$ 51 milhões

Mensagem foi votada em regime de urgência na sessão dessa terça-feira (12). Empréstimo deve ser feito no Banco do Brasil e pago em 96 meses.

13/06/2018 - 10:50 (Foto: )
Em regime de urgência, os vereadores de Cuiabá aprovaram nessa terça-feira (12) uma mensagem que autoriza a prefeitura a fazer um empréstimo bancário de R$ 51 milhões para a construção de dois viadutos entre a Ponte Sérgio Mota e a Avenida Beira Rio e entre a Avenida das Torres e a Avenida Itália.
Foram 18 votos favoráveis, três votos contrários e duas abstenções. Votaram contra a aprovação do projeto os vereadores Abílio Júnior (PSC), Felipe Wellaton (PV) e Washington Mansur, também do PV, e Diego Guimarães (PP) e Gilberto Figueiredo (PSC) se abstiveram.
A mensagem foi lida na Câmara na quinta-feira (7), mas, antes de ser votada, foi acrescentado ao documento alguns estudos, entre eles o de impacto financeiro, o qual diz se o município terá condições de pagar as parcelas.
Os documentos foram apresentados a alguns vereadores nessa terça-feira por uma equipe econômica da prefeitura. E, depois disso, foi apresentado um requerimento para a votação em regime de urgência.
A maioria assinou o requerimento, exceto Diego Guimarães, Marcelo Bussiki (PSB), Gilberto Figueiredo, Wellaton e Abílio Júnior. Eles alegaram que o projeto deveria ser debatido mais amplamente antes de ser votado.
As comissões de Constituição e Justiça e de Fiscalização e Execução Orçamentária também emitiram pareceres favoráveis à aprovação.
O vereador Diego Guimarães apresentou uma emenda ao projeto prevendo a inserção de uma cláusula constando a especificação de onde serão aplicados os R$ 51 milhões, mas a emenda nao foi aprovada.
Com a aprovação, o projeto retornou para a Prefeitura de Cuiabá, que, com isso, poderá dar andamento ao pedido de empréstimo junto ao Banco do Brasil.
O prazo para o pagamento/amortização da dívida é de 96 meses, incluindo os 12 meses de carência.

No projeto, a prefeitura argumentou que a operação de crédito “se faz necessária para atender especificamente as obras de infraestrutura viárias imprescindíveis no município de Cuiabá”. 

Fonte: G1 | Edição: Redação