Cidadão Consumidor

www.cidadaoconsumidor.com.br
o site da cidadania
Buffet

Para que a comemoração não terminar em dor de cabeça, estresse ou em até mesmo no tribunal, é preciso prestar atenção na hora de contratar um buffet ou agenciador de festa. 

Primeiramente, é necessário definir qual o tipo de festa desejado. Tudo depende do dia, do cardápio e número de convidados. O próximo passo é fazer uma pesquisa de preços levando em conta as vantagens oferecidas, como facilidades de pagamento, promoções, quantidade de funcionários. É necessário também ficar atento com o espaço (se é compatível com o número de convidado). Se o local da festa for ao ar livre, certifique-se de haver algum espaço coberto, para eventuais variações climáticas. Quando o salão não for do buffet, verifique quem ficará responsável pela limpeza do local.

Procure empresas com outros pacotes. Além dos serviços básicos de alimentação e decoração, há companhias que oferecem bebidas, vídeos, fotografias, equipamentos de iluminação, palhaços e teatrinhos. Antes de fechar, verifique se o pacote fica mais em conta do que contratar separadamente. Se os serviços forem contratados separadamente, deverá haver um contrato para cada.

A quebra, estragos ou furtos de objetos pertencentes ao buffet pode trazer prejuízos, cuidado. Outro dado importante é a questão de tempo de duração da festa (deve estar estipulado em contrato). Quando o prazo acabar, deve-se procurar um funcionário e pedir detalhes sobre a possibilidade de prorrogação de prazo e custo.

O orçamento deve conter tudo o que é oferecido e o que foi combinado entre as partes. Geralmente, essas empresas possuem catálogo ou sites mostrando seus trabalhos. O consumidor pode, ainda, solicitar degustação. Alguns buffets convidam o contratante a participar de festas, para apresentar os serviços e a qualidade dos alimentos servidos.

Outra dica é pedir informações para pessoas que já tenham utilizado o buffet.

Leia atentamente todas as cláusulas deste documento. E se a empresa não cumprir com o combinado, o consumidor, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, poderá solicitar o abatimento proporcional do preço e eventuais indenizações. 


Fonte: Redação com Primeiramao.com