Cidadão Consumidor

www.cidadaoconsumidor.com.br
o site da cidadania
Transporte Maritímo
O transporte marítimo é o transporte aquático que utiliza como vias de passagem os mares abertos, para o transporte de mercadorias e de passageiros (Chorão, 2003, p. 647). O transporte fluvial usa os lagos e rios. Como o transporte marítimo representa a grande maioria do transporte aquático, muitas vezes é usada esta denominação como sinônimo.

O transporte marítimo pode englobar todo o tipo de cargas desde químicos, combustíveis, alimentos, areias, cereais, minérios a automóveis e por ai adiante. A carga chamada carga geral é transportada em caixas, paletes, barris, contentores etc. Um dos meios de empacotamento de carga mais utilizados e que mais contribuiu para o desenvolvimento do transporte marítimo desde a década de 1960 é o uso de contentores. Existentes em tamanhos padronizados permitem o transporte de carga de uma forma eficiente e segura, facilitando o transporte e arrumação da carga dentro dos navios. Existem softwares especializados para o carregamento de contentores, divulgando informação sobre como e de que forma dispor a carga dentro dos contentores, optimizando espaço e cumprindo regras de transporte, por exemplo cargas leves em cima de cargas pesadas.,
 
 
Vantagens e desvantagens
 
Permite deslocar cargas de maior tamanho e em maior quantidade com menores custos associados em comparação com o transporte aéreo ou terrestre para deslocações intercontinentais.As principais desvantagens que existem no transporte marítimo são:
  • pouca flexibilidade da carga
  • a baixa velocidade de transporte
  • necessidade dos produtos transitarem nos portos/alfândega, implica um maior tempo de descarga
  • distância dos portos aos centros de produção
  • estragos ou perdas de cargaIntervenientes no transporte
  • Armador: é a entidade que se ocupa do transporte propriamente dito. Quer seja o proprietário, o explorador ou o simples fretador de um navio, a sua missão é a de transportar as mercadorias ou passageiros do ponto A ao ponto B através do mar, rios e lagos, a tempo e em segurança. Para manter a sua actividade está em ligação com numerosos outros intervenientes:
  1. agentes que são intermediários, entre carregadores e transportadores de mercadorias;
  2. pilotos que realizam operações portuárias;
  3. seguradoras que oferecem seguro do navio, da carga e assumem a responsabilidade em caso de acidente.
Nos portos em que não está instalado o proprietário vai confiar estas tarefas a um agente destinatário.

  • Estivador: é o trabalhador que organiza as cargas para embarque e desembarque dos navios nos portos. Grande parte desta actividade hoje em dia já está automatizada, ainda assim é um trabalho perigoso. Exige o conhecimento tanto da carga como da maquinaria em questão , tornando-se num trabalho de condições físicas extremas;
  • Transitário:A pessoa que trata do transporte da carga desde o fornecedor ao cliente. Ela selecciona as transportadoras necessárias. Está relacionado com o agente marítimo para a entrega de mercadorias;
  • Organizações de reboque e pilotagem de portos: asseguram a boa navegação do navio dentro da área portuária;
  • Seguradora marítima: segura o navio e a sua carga, e assume a responsabilidade em caso de acidente;
  • Agente marítimo: é o representante do armador nos portos onde o mesmo não tem delegações. É responsável pelas formalidades administrativas e ocupa-se de todos os assuntos antes da chegada de um navio e durante a sua estadia num porto (reboque, pilotagem, reparações, relações com as autoridades marítimas e portuárias, assuntos da tripulação e gestão da carga);
  • Shiphandler : é a entidade que abastece os navios de produtos alimentares e de outros consumíveis.


Fonte: da Redação